Um passo para as cidades digitais

Projeto Praças Digitais testa Wi-Fi gratuito no Centro de São Paulo

Primeiro local do projeto Praças Digitais começou a operar nesta quinta-feira em caráter experimental. Licitação para o serviço deve ser iniciada nos próximos meses para que praças de todos os distritos da cidade possam oferecer o serviço até outubro

Começou a funcionar em caráter experimental, na praça Dom José Gaspar, no Centro, o projeto Praças Digitais. O teste foi realizado com a colaboração da Idea – Planejamento de Redes Metropolitanas, empresa que irá deixar o sinal aberto na praça sem custos para a Prefeitura, até que o prestador de serviço, a ser escolhido pela licitação das Praças Digitais, inicie a instalação de sua rede.

“Este teste serve para estudarmos a estrutura, a força do link, a velocidade, se os aparelhos são adequados para que possamos especificar qualquer mudança necessária ainda na licitação”, afirmou o secretário municipal de Serviços, Simão Pedro.

Deste a liberação do Wi-Fi na semana passada até o início da tarde de hoje foram utilizados 8,5 GB para download e 3 GB para upload no local. “Este é um acesso a informação e a cultura a todos, principalmente para aqueles que não têm a possibilidade de ter acesso à internet em casa pode buscar o acesso de graça”, afirmou a estudante de direito Naira, que estava no local.

“Este serviço já é prestado em muitas capitais do mundo. O Brasil está atrasado nesse processo de disponibilização gratuita da conexão para que as pessoas possam dispor dos espaços públicos para se conectar e usar os seus equipamentos, exercitando o direito da comunicação”, afirmou o secretário municipal de Cultura, Juca Ferreira, que também ressaltou: “Estamos vivendo um momento importante na cidade de São Paulo que é a re-apropriação dos espaços públicos, terminando com essa fase de criminalização”.

Também participou do evento o secretário municipal de Direitos Humanos, Rogério Sottili, que lembrou que o acesso livre à internet é um direito fundamental aos cidadãos. “Estamos ocupando os espaços públicos para exercer a nossa cidadania, para discutir os nossos direitos humanos. Isso vai se alastrar por toda a cidade. Vamos debater, vamos discutir e exercer a cultura. Criar e nos comunicar. Isso é o exercício da cidadania. São Paulo estará à altura da sua presença política no cenário mundial”, afirmou.

 Fonte: http://goo.gl/4IJwjV (com alterações)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s